Postagem em destaque

Notação Pentagramática (ou Como Ler Partitura)

Notação Pentagramática  Denominamos PENTAGRAMA o conjunto de 5 linhas e 4 espaços q usamos para a notação musical. No pentagrama consegui...

terça-feira, 12 de maio de 2020

#29 Escala Menor Melódica


Hoje vamos aprender o que é a Escala Menor Melódica, e como ela resolve o problema da segunda aumentada que apareceu na Escala Menor Harmônica. Também mostramos o Campo Harmônico Menor Melódico, e como ele se encaixa no ecossistema do Campo Harmônico Menor


e-mail: semibrevespodcast@gmail.com
Instagram: @semibrevespod
Twitter: @semibrevespod

Apoie o Semibreves:

Dicas culturais:
Daniel:
Bootleg: Rush – Mystic Dreams

Pedro:
Disco: Leila Pinheiro – Catavento e Girassol

Apresentação: Pedro Janczur e Daniel Lima
Produção: Pedro Janczur e Daniel Lima
Edição: Pedro Janczur
Consultoria Técnica: Marco Bonito
Abertura: The Trio – A Seita
Demais trilhas – Luka Schwab

Material de Apoio:


ESCALA MENOR MELÓDICA 

A Escala Menor Melódica é também conhecida com Menor Bachiana (sempre ele...) e aparece na Música Européia de uma forma ligeiramente diferente, mas para o nosso uso em Música Popular o que realmente interessa é a sua forma chamada de Menor Melódica Real.

Na Menor Bachiana ela teria uma forma ascendendo (real) e descendendo (idêntica a Menor Natural). Da mesma forma q tratamos o assunto "Menor Harmônica" trataremos o da "Menor Melódica", nos interessa a formação e uso para harmonização, composição e improvisos para Música Popular, por isso a opção pelo uso da Menor Melódica Real 


Pois bem, vamos montar a Escala Menor Melódica, já com seus respectivos graus. Os intervalos de semitom ficam entre o SEGUNDO e o TERCEIRO grau e o SÉTIMO e OITAVO (repetição da tônica) (figura A).





















Assim sendo, vemos que se tomarmos como base a Escala Menor Natural teremos alterações no SEXTO GRAU e no SÉTIMO GRAU da escala. Se a base for a Menor Harmônica, alteraríamos somente o SEXTO GRAU, visto q o sétimo ja havia sido alterado anteriormente (figura B).


Pensando nisso então, vamos montar o Campo Harmônico da Escala Menor Melódica, e a traçar um paralelo com os outros 2 campos menores já nossos conhecidos (figura C).

terça-feira, 5 de maio de 2020

#28 Modos da Menor Harmônica




Depois do Campo Harmônico Menor Harmônico, hora de estender o raciocínio para as estruturas altas, e formar os Modos Gregos da Escala Menor Harmônica. Vem com a gente!

e-mail: semibrevespodcast@gmail.com
Instagram: @semibrevespod
Twitter: @semibrevespod

Apoie o Semibreves:

Dicas culturais:
Daniel:
Documentário: The Beatles Anthology
Pedro:
Disco: Wayne Shorter – Saxophone Colossus

Apresentação: Pedro Janczur e Daniel Lima
Produção: Pedro Janczur e Daniel Lima
Edição: Pedro Janczur
Consultoria Técnica: Marco Bonito
Abertura: The Trio – A Seita
Demais trilhas – Luka Schwab

Material de apoio:

Construção Escala Menor Harmônica:
T  2  3m 4  5  6m  7M  T 

Modos Gerados nos Graus:                                No tom de Am teremos:
Im(7M) – Eólio 7M               Am(7M) – Eólio 7M                                                       
T  3m  5  7M – 9   11  13m         A   C    E   G# -  B    D    F 
IIm7(b5)- Lócrio 6         Bm7(b5)- Lócrio 6

T  3m  b5  7 – b9  11  13  B   D    F    A -  C     E    G#

bIII7M(#5) – Jônio #5 ou Jônio 5+  C7M(#5) – Jônio #5 ou Jônio 5+

T  3  #5 7M – 9  11  13          C  E   G#  B – D  F  A

IVm7 – Dórico #4 ou Dórico 4+  Dm7 – Dórico #4 ou Dórico 4+

T  3m  5  7 –  9  #11  13  D  F  A  C –  E  G#  B

V7 – Frígio Maior ou Mixolídio b9/b13          E7 – Frígio Maior ou Mixolídio b9/b13

T  3  5  7 – b9  11  b13          E  G#  B  F – F  A  C

bVI – Lídio #9          bVI – Lídio #9 

T  3  5  7M – #9  #11  13  F  A  C  E – G#  B  D

VII ο – (Acorde) Diminuto G#ο – (Acorde) Diminuto 
T  3m  b5  b7 – b9  b11  b13         G#  B  D  F – A  C  E


*UPPER STRUCTURES/ TENSÕES/ EXTENSÕES 

OBS.: Os modos da Escala Menor Harmônica são de farta utilização na sintaxe de Acorde/Escala para improvisação e composição, entretanto o SÉTIMO GRAU (Acorde Diminuto) é mais utilizado como Arpejo  da tétrade e suas inversões (a serem vistas em episódio específico) do q como Modo propriamente dito. Oportunamente veremos exemplos de Escalas Simétricas para aplicação nessa relação ACORDE/ESCALA a ser usada especificamente para o Acorde de Sétima Diminuta, ou simplesmente Acorde Diminuto